16 3421-5982

contato@delgrani.com.br

0

minhas compras

R$ 0,00
  • Você não tem itens no seu carrinho de compras.
Café Gourmet Moído Martins 250g - Canela - Moagem para Coador
Passe o mouse para ver mais detalhes Ampliar imagem

Café Gourmet Moído Martins 250g - Canela - Moagem para Coador

disponibilidade: Indisponível

Descrição

Café Gourmet Moído Martins 250g - Canela - Moagem para Coador



Lembra quando sua vó fazia canjica com cravo e canela? Aí ela passava um café, servia aquele bolo de fubá e você não conseguia pensar em mais nada. Café e canela são a dupla dinâmica da cozinha de avó. Mas até agora ninguém tinha misturado os dois como o Martins Café. A fórmula deu tão certo que a gente ficou se achando meio cientista: é só beber e voltar às férias perfeitas da infância. Quem diria que uma máquina do tempo seria tão fácil de preparar.


Características gerais:

- Café em pó
- Com adição de canela
- Embalagem a vácuo
- Moagem: Fina (Para Coador, Cafeteira Elétrica, Aeropress e Expresso)
- Quantidade: 250g


Por que "Café Gourmet"?

O termo gourmet remete-se a alta cozinha, ou seja, produtos e alimentos de alta qualidade. Sendo assim, o café gourmet é um café de alta qualidade, cultivado, selecionado e produzido através de rigorosos critérios.
Para um café ser considerado verdadeiramente Gourmet ou Premium, seu processo de produção deve oferecer condições climáticas e de manejo adequadas, assim como um controle especial e um cuidado cirúrgico nas etapas posteriores de colheita, secagem e torragem .
Após o produto já estar em sua embalagem, novos testes e rigorosas avaliações sensoriais serão aplicadas a fim de se chegar a uma pontuação final. Está etapa será determinante para a categorização do produto, onde de 4.5 a 6.0 pontos obtém-se um café tradicional, de 6.0 a 7.2 um café superior, e de 7.3 a 10 (pontuação máxima) um verdadeiro café gourmet.


Dicas para aproveitar melhor o seu café:

1) Sempre dê preferência aos cafés de alta qualidade, pois a extração e o resultado, como o sabor e aroma, são muuuito melhores. E é claro, qualidade melhor, benefícios melhores.
2) Por ter um maior espaço de contato com o ar, ou outras variações do ambiente, o café moído se deteriora mais facilmente e rapidamente. Por isso, armazene o café em um ambiente de baixa luminosidade, e em um compartimento vedado, de preferência, na geladeira. Lembre-se, a deterioração do café é um processo natural, por isso, o que podemos fazer é atrasá-la. Vida longa ao marronzinho!
3) Sempre utilize água pura, limpa e filtrada.
4) Tente sempre preparar uma quantidade de bebida para ser consumida imediatamente, ou no máximo, até uma hora depois.
5) Para qualquer método de preparo, nunca deixa a água ferver, sua temperatura ideal é de até 90oc
6) Nunca utilize o café usado, seja um já oxidado ou mesmo a borra, pois eles prejudicam a sua bebida, seus equipamentos e principalmente, a sua saúde.
7) Se possível, beba sempre em xícaras de porcelana, pois estas além de destacar o sabor do café, conseguem manter uma temperatura constante.
8) Se quiser adoçar o café, sempre faça no momento em que ele estiver em sua xícara, nunca armazene bebidas já adoçadas.
9) Utilizar garrafas térmicas limpas, e de uso exclusivo do café.


Sobre o Martins Café:

O Martins Café não apareceu na sua caneca por um milagre do tipo "três amigos esbarram em uma plantação maravilhosa e ensacam tudo com a ajuda do Gênio da Lâmpada". O seu cafezinho é produzido com o melhor em tecnologia de plantio e torra, na Fazenda Santa Margarida, localizada na região Sorocabana (latitude 22°44', longitude 48°31'), dentro do estado de São Paulo.

Mas nem tudo aqui é ciência do futuro: o Martins Café também resgata as melhores receitas e modos de preparo do tempo das nossas avós. E a base de tudo isso é café especial.


Um pouco de História (Por Martins Café):

Nós até que tentamos seguir caminhos mais tradicionais. O Mariano trabalhava em banco. A Maíra trabalhava em consultoria de marca. E a Fabíola, em consultoria estratégica. A vida passava e, quanto mais a gente trabalhava, mais trabalho aparecia. Aí, veio o estalo: ou fazíamos algo legal da vida rápido, ou nunca mais. Largamos nossos empregos, e cada um foi para um canto do mundo.

Quando Mariano voltou, decidiu cuidar da fazenda de café da família. A Santa Margarida já tinha bastante tradição, mas ele viu que faltava inovação. Resolveu mudar um pouco as coisas por lá, e não deu outra: a qualidade do café foi parar nas alturas!

E agora, o que fazer com um produto excelente nas mãos? Sentíamos falta de um café que conversasse com a gente, com mais bom-humor e menos papo de entendedor. Decidimos criar nossa marca. Desde o começo, queríamos algo que fosse moderno e ousado, no qual pudéssemos aplicar tudo que tínhamos aprendido no mercado, mas que mantivesse um espírito tranquilo, de lugares onde a vida não passa tão rápido. O melhor do passado e o melhor do futuro, simplesmente. Não queríamos quase nada...

Mariano entrou com a matéria-prima, Maíra com os pitacos sobre branding e sobrou para Fabíola juntar tudo e fazer a coisa acontecer. Hoje, como empresa, estamos no futuro porque temos o que há de mais avançado em torra e em cultivo de café. Mas não abandonamos algumas coisas que o passado tem de bom. Nossas especiarias parecem saídas da cozinha das avós. Damos bom dia, conversamos com o vizinho, trazemos o cachorro para o escritório e, obviamente, sempre paramos para o cafezinho. Fazemos questão de manter esses pequenos hábitos que, na vida maluca de cidade grande, se tornaram verdadeiros luxos.

O nosso café é isso: o encontro entre revolução tecnológica e humana, entre bucólico e urbano. É nosso pé no passado, mas com olhos no futuro.

Avaliações

Pergunte e veja opiniões de quem já comprou